Get the Flash Player to see this rotator.
ROTEİROS PERSONALİZADOS NOME & SOBRENOME:
E-MAİL :
DATA DE COMEÇO :
TURQUİA
TURQUİA
 
 
 

İstambul

 

“Se na Terra houvesse um único país, Istambul seria a sua capital” já dizia Napoleão Bonaparte sobre esta cidade fascinante e única por sua localização em dois continentes – Europa e Ásia – dividida pelo Estreito do Bósforo.Istambul com mais de 13 milhões de habitantes é a maior cidade da Turquia. Foi fundada em 687 antes de Cristo como Bizâncio, assentamento grego estrategicamente posicionado no ponto onde o Estreito do Bósforo – que liga o Mar Negro ao Mediterrâneo - adentra o continente num braço de 6,5 quilômetros de águas calmas e profundas, conhecido como Corno ou Chifre de Ouro.Durante várias décadas, até 324, Bizâncio sofreu ataques de persas, atenienses, espartanos, macedónios e romanos. Estes últimos arrasaram a cidade, que acabou sendo reconstruída e recuperou a antiga prosperidade.Em 324, o imperador romano Constantino transforma Bizâncio em Constantinopla, na toda poderosa capital do Império Romano Oriental. De 1457 até a Turquia declarar sua independência em 1923, a cidade, então chamada de Istambul, se tornou a capital do antigo Império Otomano. Os otomanos fizeram um magnífico trabalho de reconstrução e criaram novas mesquitas e palácios. No século XX, com a transformação do Império Otomano na Turquia, a capital é movida para Ancara, mas Istambul continua sendo o principal pólo industrial, comercial, cultural e universitário do país.A cidade apresenta hoje com orgulho e leveza uma mistura romântica entre o velho e o novo, oscilando entre tradições e modernidade sem conflitos visíveis. A riqueza dos estilos de vida possíveis aqui torna a cidade interessantíssima. Podemos pechinchar no Grande Bazar, nos deliciar com os cheiros das especiarias do Bazar Egípcio, admirar o esplendor da Hagia Sofia, do Palácio Topkapi que nos revela a vida dos sultões e de seu harém em toda sua grandeza, ou de algumas das suas 3000 mesquitas. Arte e arquitetura de mais de dois milênios, culinária invejável, vida noturna efervescente, história e cultura, tudo isso encontramos em Istambul. Numa visita a Istambul também não pode faltar um cruzeiro pelo Estreito do Bósforo, passeando entre dois mundos, tentando imaginar a vida dos seus passageiros europeus e asiáticos, vestidos diferentes e com costumes variados de cada lado. Ao longo das margens do Bósforo com sua água profundamente azul, onde se avista com sorte golfinhos, podemos apreciar diferentes realidades turcas: hotéis de luxo, ao lado de vilarejos de pescadores, palácios, casas de veraneio construídas em madeira, fortalezas, clubes flutuantes com toda mordomia possível montados em opulentas balsas assim como pequenos restaurantes românticos. O   resumiu no seu livro “Istambul” – melhor leitura antes de uma viagem à Turquia – o sentimento do passageiro: “Viajar pelo meio de uma cidade grande histórica como Istambul, e ao mesmo tempo sentir a liberdade do mar aberto – eis a emoção de um passeio pelo Bósforo!” Tudo isso talvez torne Istambul uma das mais emocionantes cidades do nosso presente onde uma estadia mínima de três dias vai deixar saudades e a sensação de querer muito mais.

 

Capadócia


A Capadócia, região na parte asiática da Turquia, fica na Anatólia Central, cerca de 330 km ao sudeste de Ankara, capital da Turquia, de onde se alcança a região de carro ou ônibus em mais ou menos 4 horas. A cidade mais perto com aeroporto se chama Kayseri. De lá se leva aproximadamente 1 hora de carro até os lugares mais belos da Capadócia, em 1985 declarados Patrimônio Mundial da UNESCO, nas categorias cultural e natural. Nesta época, a região da Capadócia era quase desconhecida. Os poucos turistas que passavam por lá eram, em sua maioria, mochileiros que dormiam nas cavernas e cidades subterrâneas de lá. Hoje, a Capadócia recebe 1,5 milhão de turistas por ano em confortáveis boutique hotéis, atraídos principalmente pela possibilidade de sobrevoar a região de balão, que vale como experiência única, espetacular e mágica - absolutamente imperdível!

 

Toda a região se encontra no planalto da Anatólia com aproximadamente 1.000 m de altitude, onde o verão é quente e seco – com temperaturas em torno de 40ºC – e o inverno rigoroso com neve, gelo e temperaturas até -20ºC. Sendo assim, a melhor época para visitar a Capadócia é na primavera (maio, junho) e no outono (setembro, outubro), mas quem suporta bem o calor também pode viajar no verão, porém sempre se protegendo do sol intenso e bebendo muito líquido. Como é região turística é permitido usar roupa curta, porém recomenda-se levar panos para se cobrir como proteção do sol e para entrar nas igrejas. Os vôos de balão se realizam entre março e novembro.

 

O que tornou a Capadócia uma região singular de rara beleza é sua formação geológica, resultado da ação de forças naturais.    Há 60 milhões de anos formou-se a cordilheira de Tauro, ao sul da Capadócia, ao mesmo tempo como os Alpes. A formação daquela cordilheira deu origem a numerosas elevações e depressões na Anatólia central. A topografia da região foi então modelada pelas constantes e violentas erupções de três vulcões durante milhões de anos: do Monte Erciyes (3.916 m), do Monte Hasan (3.268 m) e do Monte Melendiz (2963 m). As primeiras erupções deixaram uma espessa camada de rocha macia, chamada tufa, as seguintes uma camada de basalto com a rocha mais dura que retardou a erosão da tufa. Calcula-se que, só o Erciyes terá originado depósitos que cobriram 10.000 km² com uma espessura entre 100 e 500 metros. A chuva e o vento de milhões de anos abriram fendas na crosta basáltica, permitindo que a água e neve se infiltrassem e acentuassem a erosão que criou grandes platôs e formações rochosas, chamadas de chaminés de fada. Há vales com as mais diversas formas, com cones fálicos (Vale do Amor), agulhas, grutas, pirâmides e formas de animais. Cada um vê que sua imaginação permite. Uma parte de “Guerra das Estrelas” foi filmada aqui, usando as paisagens lunares que parecem de outro mundo. Os vulcões hoje extintos se aproveita para a prática de esqui. Nos vales se oferecem caminhadas guiadas, cavalgadas e passeios de mountain bike.

 

Alguns locais imperdíveis para o visitante da Capadócia:

Museu a Céu Aberto de Göreme – patrimônio mundial: No vale de Göreme está localizada a maior concentração de mosteiros, capelas e igrejas escavadas na pedra da região da Capadócia. No Museu a Céu Aberto de Goreme estão espalhados aproximadamente 200 lugares sagrados, dentre eles, monastérios, 

 

   
© 2013 Peerless Travel Services